11
maio
09

O CAOS DA SAÚDE MORATENSE E A INCOMPETÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL

Como todos sabem, o estado da saúde moratense há muito tempo está na U.T.I.. Agora, com a greve dos médicos da Santa Casa, que é apenas a bolha dessa grande ferida que está estourando, muitos voltam a repetir as velhas cantilenas sobre as precárias condições da saúde: a falta de profissionais, a falta de equipamentos e de medicamentos, a demora no pronto-atendimento e a espera secular pra realização de consultas com especialistas e exames.

Nós do PSOL também ficamos indignados com tal situação, porém preferimos tocar em outros pontos. Já que a atual situação da saúde moratense é o resultado de diversos governos com suas administrações catastróficas, incompetentes, equivocadas e corruptas; aliadas ao total descaso para com a população e as questões sociais relevantes a esta. O que não conseguimos entender e aceitar é a total incompetência das administrações em resolver os problemas da saúde em nosso município e proporcionar o acesso aos serviços da saúde com dignidade, realizar, no mínimo, a atenção básica à saúde, e a sua promoção, conforme regem os princípios do SUS. É difícil entender por que, até hoje, todos que governaram nossa cidade, nunca conseguiram oferecer nenhum avanço na saúde. É muita incompetência junto e sucessiva. Caso não seja incompetência, então não há dúvidas, de fato, os políticos que administraram Francisco Morato até hoje são mal-intencionados, corruptos, carreiristas, oportunistas e visaram apenas os próprios interesses. Ou pior, pode ser que os políticos que por aqui estão e passaram são as duas coisas: incompetentes e corruptos, mal-intencionados, oportunistas…

A atual greve dos médicos da Santa Casa (que, aliás, é legítima, pois estão reivindicando apenas os seus direitos trabalhistas, ou seja, os seus salários atrasados) é só um sintoma dessa sangria desatada que é o descaso com o dinheiro público. Quantas intervenções já foram realizadas nesta instituição e nada foi sanado ou modificado? Ao contrário, suas dívidas sempre aumentaram e sua situação nunca melhorou, e o pior, a população nunca teve um atendimento digno, nunca foi respeitada e sempre foi destratada.

Porém, debruçar-nos-emos sobre a saúde municipal, aquela que é de competência da prefeitura e de sua autarquia, o SAME, a real situação das UBSs. Estas também nunca funcionaram bem, sempre estiveram sucateadas e nunca atenderam amplamente a sua comunidade local. Por que nunca pensaram em descentralizar o atendimento no município e em fazer com que algumas UBSs funcionassem como pronto-atendimento? Por que nunca equiparam tais UBSs? Por que não há uma gama maior de profissionais da saúde concursados e por que há e sempre houve tantos cargos comissionados e contratados? Por que não há dinamização e aumento na atuação do PSF (Programa Saúde da Família)? Já que o seu real funcionamento trás grandes avanços na qualidade da saúde da população (há vários exemplos positivos de outros municípios). Por que sempre houve a prioridade na terceirização, em comprar os serviços da Santa Casa e não em investir em centros de atendimento municipais?

Enquanto este serviço essencial à população, a saúde, for tratado apenas de forma política, pois sabemos que passaram diversas pessoas leigas no assunto para administrá-lo, e se continuar imperando a incompetência e o descaso, continuaremos sentindo na pele e nas vísceras, literalmente, tal descaso do poder público. Hoje, temos como Superintendente e Diretor técnico da Saúde, os Doutores Dinarte e Márcio, respectivamente, são técnicos na área,comprometidos e competentes, mas tenho dúvidas de que vencerão a queda de braço com as forças, intenções e vontades políticas vigentes na atual administração. São vereadores querendo cargos e mais cargos, escolhendo e indicando chefes que nada entendem de saúde, além de não serem qualificados, para as UBSs. Além disso, dizem (não estou afirmando porque não sei) que cada vereador tem dois postos de saúde. Absurdo e ridículo! Mas nos dá noção do porquê da eterna manutenção da incompetência e do caos na saúde.

A nós, moratenses, fica a pergunta, até quando seremos desrespeitados, deixados de lado e teremos os nossos direitos usurpados por incompetentes e corruptos? Pra mudarmos essa situação é necessário que a população e os diversos setores: professores, alunos, profissionais liberais, empresas locais, ongs, sabs, instituições e movimentos se organizem pra cobrar os nossos direitos e a atuação séria da administração porque até agora nós vimos que o governo Zezinho Bressane é incapaz de resolver os problemas da população e do município.

Professor Daniel, em 28 de abril de 2009


0 Responses to “O CAOS DA SAÚDE MORATENSE E A INCOMPETÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: